Vida de rei

Na coleira de um mercado que não esfria, PE verde se esbalda em ração premium

Apesar de marca registrada nacional, a paixão pelo jogo do bicho não é suficiente nem dá pistas para explicar o amor e devoção da população brasileira aos animais domésticos, a ponto de tornar o país vice líder mundial em faturamento de artigos pet. Radares setoriais estimam em R$16,6 bi a receita aferida em 2014, com destaque para o segmento de rações, cuja produção superou a marca de 2,3 milhões toneladas no mesmo período, a maior parte destinada à nutrição de cães. Contra tudo o que está aí, a voz corrente no ramo é de que o mercado vira dezembro com crescimento acumulado da ordem de dois dígitos percentuais. “Com base em dados setoriais e em nossos resultados, seguimos muito otimistas

Conteúdo restrito a assinantes e cadastrados.

Se você já é usuário, faça login.
Novos usuários podem se cadastrar abaixo gratuitamente.

Login de Usuários
   
Registro de Novo Usuário
*Campo obrigatório

VEJA +