Slezynger: México na mira de PS e aproximação de EPS com estireno adicional.
O mercado de estirênicos vai virar de ponta cabeça em 2015, por artes do grupo Unigel, nº1 do Brasil no monômero e no poliestireno (PS). Lenda viva da petroquímica nacional, Henri Slezynger, presidente dessa companhia em ascensão há 58 anos, acende os dois pavios de pólvora. “A fábrica de 190.000 t/a do polímero em São José dos Campos (SP), desligada em maio de 2013, vai voltar a operar, por ora de forma parcial, ao final do primeiro trimestre, com potencial para 120.000 t/a”, expõe o dirigente. Em paralelo, arremata, a atual capacidade de 260.000 t/a de estireno da Unigel ganhará mais 100.000 toneladas até o quarto trimestre de 2015. Na trincheira do polímero, as boas novas da Unigel dão a

Conteúdo restrito a assinantes e cadastrados.

Se você já é usuário, faça login.
Novos usuários podem se cadastrar abaixo gratuitamente.

Login de Usuários
   
Registro de Novo Usuário
*Campo obrigatório
COMPARTILHAR
Matéria anteriorBom conselho
Próxima matériaAltas conexões