Transformação: o comércio Brasil-Argentina em 2016

Brasil sobressai como exportador de produtos semiacabados

O Mercosul expõe toda a sua serventia no comércio de artefatos plásticos entre o Brasil e Argentina, atesta o levantamento relativo a 2016 da Câmara Argentina da Indústria Plástica (CAIP). Na esfera dos produtos semiacabados, o Brasil é o terceiro exportador para a Argentina, respondendo por 23,5% do volume geral de 101.125 toneladas importadas pelo país vizinho no ano passado. Perde para a China (26%) e um grupo de países não identificados (27,2%). Por seu turno, o Brasil foi maior destino das exportações de semiacabados argentinos, mobilizando 26,1% do total embarcado de 50.128 toneladas. No compartimento dos produtos plásticos acabados, o Brasil novamente liderou os destinos das exportações argentinas, sustenta a varredura da CAIP, detendo 30% do saldo de 29.900 toneladas despachadas pelo país. As importações argentinas de artefatos plásticos acabados rompem com esse padrão do bloco comercial. Do total de 96.727 toneladas desembarcadas, o Brasil respondeu por apenas 15,2%, léguas atrás da participação de 47,1% embolsadas pelos produtos acabados chineses.

Sem comentários

Leave a Reply