Mercado pet deve faturar R$ 20 bi em 2020

Vendas do segmento ignoram crises e saltam 5% ao ano no Brasil

Mercado pet

Praia top dos flexíveis laminados e porto seguro para transformadores de utilidades domésticas oxigenarem seu mix de produtos, o mercado brasileiro de animais domésticos (pet) é só alegria. Pelo monitor  da Associação Brasileira da Indústria de Produtos para Animais de Estimação (Abinpet), o faturamento do setor rondou a marca de R$ 19 bilhões em 2016 e deve pular para R$ 20 bilhões nos próximos dois anos, receita impulsionada por  crescimento anual acima de 5%.

Varredura da consultoria CVA Solutions envolvendo 3.675 donos de cães e 2.270 possuidores de gatos, desnuda o custo do afeto dispensado aos bichos.  Donos de cães despendem em média R$ 294 por mês, sendo R$ 121 em ração, enquanto os proprietários de bichanos gastam em média R$ 200, sendo R$ 90 em ração. Cerca de 8,7% das pessoas também gastam com plano de saúde para pets, de acordo com a pesquisa, que assinalou ainda a crescente concentração das compras desse segmento em mega petshops, tirando terreno dos supermercados.

COMPARTILHAR