Essel abre segunda fábrica na Colômbia

Produção de tubos laminados visa mercados como o brasileiro

381

tuboO Brasil está na mira da transformadora indiana Essel Propack. Sediada em Mumbai, a empresa anuncia a estreia, movida a aporte estimado em US$ 5 milhões de sua segunda fábrica de tubos laminados com barreira em Cali, na Colômbia. Conforme foi verberado na inauguração, a capacidade nominal da nova unidade é de 180 milhões de unidades anuais de tubos para segmentos como creme dental e fármacos. Na oportunidade, o executivo Ted Sojourner justificou a localização da planta com o fato de Cali ser zona franca para comércio exterior, facilitando assim a importação de matérias-primas e a exportação de tubos para toda a América Latina. Segundo Sojourner, o panorama da economia em mercados do subcontinente, como o Brasil, hoje embute um desafio para a operação em Cali, mas a Essel tem a seu favor o relacionamento com fabricantes locais de produtos para tratamento bucal, entre outros campos na região. Em 2015, divulgou a companhia, dona de 21 fábricas em 11 países, as vendas da filial mais antiga na Colômbia saltaram 29% sobre o exercício anterior.

COMPARTILHAR
Matéria anteriorAndamos para trás
Próxima matériaUma injeção de ânimo