Uma coleta bem mais seletiva

ColOff ® torna obsoletos frascos e potes para exames clínicos

Após cinco anos de ascensão no mercado médico hospitalar, ColOff®  revestimento de polietileno para assento sanitário para coleta de fezes e urina, recebe nova injeção de combustível em pleno voo. Além de encorpar sua industrialização, mediante apoio recebido pela plataforma Braskem Labs, devido a seus méritos como inovação em plástico, este saco de resina de alta densidade (PEAD) produzido por extrusão blown  ganha em breve sua versão verde, devido à sua produção com PEAD derivado de eteno gerado de etanol da cana de açúcar. “Em 2010, vendemos 200 kg ou 20.000 unidades e hoje o movimento anual giram em torno de 1 tonelada ou 125.000 produtos”, calcula Eliezer  Machado Dias, CEO da ColOff Industrial, empresa cujo controle ele reparte em partes iguais com Ana Carolina Yoshimatsu Fagundes. “Para os próximos seis meses, prevemos vender 10 toneladas”, ele adianta. Para tanto, o revestimento conta com os préstimos de rede nacional de representantes e distribuidores nos canais de varejo de fármacos, hospitalar  e laboratorial. “Um kit completo de coleta, cxontendo o revestimento, um coletor e uma pipeta é vendido em farmácias e drogarias com preço máximo ao consumidor (PMC) de R$ 4,99”, assinala o dirigente. ColOff® provém da junção de duas palavras em inglês, collection off, cuja tradução seria coleta livre – de contaminação, sujeira, desconforto etc. O revestimento foi uma sacada de Ana Carolina. Com câncer colorretal, sua mãe precisava fazer exame de fezes e inexistia na praça  um dispositivo para auxiliar a coleta. Ana então criou o revestimento recortando uma

 

Para continuar lendo cadastre-se gratuitamente.

Conteúdo restrito a assinantes e cadastrados.
Se você já é usuário, faça login.
Novos usuários podem se cadastrar abaixo.

 

Login de Usuários
   
Registro de Novo Usuário
*Campo obrigatório
COMPARTILHAR