Um difícil começo

Consumo de resinas reflete as dificuldades do governo Macri para repor a Argentina nos eixos

Maurício Macri fechou 2016, seu primeiro ano na presidência da Argentina, em alta na confiança do eleitorado e ainda no saldo devedor quanto a ações para tirar a economia do lodaçal após 12 anos de kirchnerismo. Jogam a seu favor a liberação do câmbio e o acordo firmado com credores

Conteúdo restrito a assinantes e cadastrados.

Se você já é usuário, faça login.
Novos usuários podem se cadastrar abaixo gratuitamente.

Login de Usuários
   
Registro de Novo Usuário
*Campo obrigatório

VEJA +