Transformadora de filmes envolvida em corrupção na Nigéria

Gerente da empresa condenado por suborno a 30 meses de prisão

dinheiroMais um propinoduto acaba de ser estourado pela Justiça e sobram estilhaços da operação sobre o setor plástico.Esse tipo de ocorrência, corriqueira no Brasil desde 2015, vingou agora na Inglaterra. Peter Chapman, executivo de uma transformadora de filmes destinado à confecção de notas de dinheiro nigeriano, foi condenado a 30 meses de prisão por pagamento de suborno orçado em US$250.000 a funcionários do governo do país africano. Segundo divulga a mídia britânica, Chapman, 54 anos, exercia o cargo de gerente da transformadora de flexíveis Securency PTY Ltd, controlada pelo australiano Reserve Bank e a inglesa Innovia Films. Em julgamento de cinco semanas, procuradores acusaram Chapman de corromper um agente da Casa da Moeda da Nigéria (Nigerian Security Printing and Mining) para garantir pedidos de compra de lotes do filme de sua empresa para produção das notas nigerianas, conforme comunicado do órgão denominado Escritório de Fraudes do Reino Unido, auxiliado na investigação pela polícia federal da Austrália.

Sem comentários

Leave a Reply