Tão perto e tão longe

Uma pergunta para Gino Paulucci Jr., presidente da Câmara Setorial de Máquinas e Acessórios para a Indústria do Plástico (CSMAIP) e da indústria Polimáquinas

Gino Paulucci Jr. PR – Apesar de ter uma indústria consolidada de equipamentos e da proximidade geográfica, o Brasil respondeu, segundo cálculo da Câmara Argentina da Indústria Plástica (CAIP), por apenas 5% da receita das importações argentinas de máquinas para transformação de plásticos em 2016. Perdeu longe para Europa, China

Conteúdo restrito a assinantes e cadastrados.

Se você já é usuário, faça login.
Novos usuários podem se cadastrar abaixo gratuitamente.

Login de Usuários
   
Registro de Novo Usuário
*Campo obrigatório

VEJA +