SOS para ABS

Imagem mal trabalhada tolhe o potencial das torneiras do plástico de engenharia

515
Embora polipropileno (PP) também bata o ponto no segmento, o mercado associa torneiras de plástico àquelas produzidas com copolímero de acrilonitrila butadieno estireno (ABS). Apesar do preço em linha com um comércio decidido pelo consumo de baixa renda, e da sua oferta há mais de uma década na praça, a concorrência movida por essas torneiras injetadas nunca tirou o sono das metálicas deitadas no berço esplêndido da preferência nacional. Essa posição coadjuvante é um intrigante ponto fora da curva na penetração do plástico, em regra bem sucedida, nos materiais de construção. Com cerca de 30 anos de experiência e mais de mil projetos assinados, entre comerciais e residenciais e no Brasil e no exterior, Denise Barretto comanda um dos mais

Conteúdo restrito a assinantes e cadastrados.

Se você já é usuário, faça login.
Novos usuários podem se cadastrar abaixo gratuitamente.

Login de Usuários
   
Registro de Novo Usuário
*Campo obrigatório
COMPARTILHAR
Matéria anteriorUm difícil começo
Próxima matériaO culpado de sempre