Solvay duplica capacidade de fibra de carbono

Expansão nos EUA é motivada pela busca de termofixos mais leves pela indústria aeroespacial

aviaoApós romper seu último elo com PVC, ao vender este ano a subsidiária Solvay Indupa para a brasileira Unipar Carbocloro, o grupo belga Solvay sublinha sua posição especialidades com o anúncio da duplicação de sua capacidade  de fibra de carbono nos EUA. Sem abrir números, a Solvay confirma a entrada em campo da segunda linha do reforço em seu complexo industrial no Estado da Carolina do Sul. Em comunicado à imprensa, a Solvay justificou a expansão com a crescente demanda por termofixos mais leves pelo setor aeroespacial. Na ocasião, a empresa destacou a conquista da homologação dada pela Boeing para o uso de suas fibras de carbono nas estruturas secundárias de componentes de aviões como aerofólios e naceles do motor. Vale lembrar, a propósito, o interesse  de montadoras do Primeiro Mundo por termofixos como epóxi com fibra de carbono como alternativa para deslocar peças metálicas externas da carroceria, tendência na qual a alemã BMW desponta entre os precursores no setor automotivo.