Sandretto será fechada por fundo belga

Fechamento da fábrica na Itália deve desempregar mais de 120 funcionários

sandretto-logicaTrês anos após adquirir da brasileira Romi o controle da italiana Sandretto, fabricante italiana de injetoras, o fundo privado belga Photonike Capital SA começa a concretizar o fechamento da empresa, intenção anunciada em julho último. Com a passagem da retórica á prática, Mais de 120 empregados,conforme divulgado na mídia internacional, encontram-se às portas da demissão, situação sinalizada pelo fechamento das portas da planta se de em Porto Canavese, localidade na região do Piemonte, próxima de Milão e Turim. Segundo foi noticiado, resultaram frustrantes todas as tentativas do fundo controlador e sindicatos a respeito da possibilidade de constituição de uma cooperativa em conjunto com os funcionários.O envio das cartas de demissão seguirá os procedimentos da legislação trabalhista italiana, um processo de tramitação prevista para transcorrer até novembro próximo. No Brasil, a Romi eliminou há anos a marca Sandretto de seu portfólio de injetoras.