Reflexos mundiais do excedente de PE nos EUA

O desafio de competir com resina de baixo custo no mercado mundial super ofertado

“A super oferta global de polietileno (PE) já causa impacto significativo no preço da resina”. Mike Burns, analista da consultoria Resin Technology, sublinhou o descompasso entre capacidade e demanda no evento Plastics News Financial Sumitt, realizado no início de junho em Chicago. Com o aumento da sua produção de PE a partir da virada deste ano, ele prevê, as petroquímicas da América do Norte precisarão exportar cerca de 20% da sua produção do termoplástico para manter o balanço equilibrado. Burns situa em 20% a expansão da capacidade norte-americana de PE ao longo do próximo biênio ou triênio versus uma demanda mundial que não tem ampliado 5% ao ano. No momento, ele distingue, dois terços das exportações de PE dos EUA seguem para a América Latina, México incluso. “A pergunta da hora é: como os produtores norte-americanos de resina de baixo custo responderão ao cenário do excedente, tendo de competir em regiões super ofertadas do planeta”, ele arrematou.

Sem comentários

Leave a Reply