PVC é bom de cama

Banheira inflável de vinil estreia em abril no mercado médico-hospitalar

Confort Banho: sociedade dos empreendedores com transformadora.
Confort Banho: sociedade dos empreendedores com transformadora. A falência da saúde pública brasileira mantém o setor médico-hospitalar na lanterna dos mercados da transformação de resinas. Apesar das verbas a zero e tendo a compaixão como possível motivação, fervilham nesse campo inventos plásticos para minorar o sofrimento do próximo, todos eles contrários à máxima do escritor José Saramago de que a humanidade não merece ser salva. É a bordo desse espírito solidário que Confort Banho ganha a rua no ano que vem, nas vestes de projeto apoiado pelo programa Braskem Labs, destinado a aprumar startups de impacto social. “As vendas comissionadas e on line começarão em abril, mas faremos antes uma campanha de financiamento coletivo (crownfunding), para viabilizar o produto”, antecipa Arthur Pugliese, sócio na empreitada junto com Diogo Hoppen e o pai da ideia, o enfermeiro Daniel Lima. Foi no convívio com pacientes acamados, trabalho que lhe rendeu lesão de esforço repetitivo (LER), que Lima se inspirou para conceber Confort Banho: uma banheira inflável para ficar no leito, evitando a locomoção de pacientes sem condições de deslocamento. “O objetivo é poder banhar o doente com conforto em água corrente, por meio de chuveiros móveis disponíveis em hospitais e serviços de homecare”, esclarece Pugliese. “A água escorre por um dreno integrante da banheira”. Indicadores setoriais atestam que, no Brasil, 28% dos afastamentos de enfermeiros do batente têm como justificativa as cargas de esforços na coluna. Além desse alívio para as costas dos cuidadores, emenda Pugliese, Confort Banho livra os acamados do

 

Para continuar lendo cadastre-se gratuitamente.

Conteúdo restrito a assinantes e cadastrados.
Se você já é usuário, faça login.
Novos usuários podem se cadastrar abaixo.

 

Login de Usuários
   
Registro de Novo Usuário
*Campo obrigatório
COMPARTILHAR