Prefeitura de Hamburgo proíbe cápsulas de café

Veto é justificado pela complexidade da reciclagem do artefato

O zênite do radicalismo ecoxiita tomou de roldão a prefeitura da cidade alemã de Hamburgo. O noticiário da BBC relata que o poder público municipal homologou,  janeiro ultimo,  a proibição da compra e uso de cápsulas de café  em suas repartições e autarquias. Justificativa para o veto: a reciclabilidade das cápsulas é inviabilizada pelo fato de sua composição constar de uma composição de plástico e alumínio. Outras mostras de paroxismo na aversão ao plástico transparecem de um guia de 150 páginas sobre procedimentos ditos “verdes” da municipalidade de Hamburgo, a exemplo da proibição de comprar pratos e garrafas descartáveis de água mineral.

Sem comentários

Leave a Reply