Petrocuyo monopoliza PP na Argentina

Joint venture das duas produtoras locais soma capacidade de 310.000 t/a

Petroquímica Cuyo e Petroken, as produtoras de polipropileno (PP) da Argentina, juntaram as forças na joint venture Petrocuyo. A nova sociedade totaliza capacidade instalada de 310.000 t/a do polímero, com uma planta em Lujan de Cuyo e outra em Ensenada, e o mix envolve homopolímeros, copo random e de impacto, especialidades e compostos de PP. Em 2016, segundo monitoramentos setoriais, Petroquímica Cuyo e Petroken produziram 285.151 toneladas exportaram 57.698 para o Brasil, enquanto em 2017 foram geradas 291.783 toneladas, das quais 75.037 para cá, e de janeiro a junho último ingressaram no país 45.880 toneladas de PP argentino.

COMPARTILHAR