Panasonic avança em autopeças

Com o controle da sistemista Ficosa, ela mira componentes da próxima onda automotiva

Manda chuva global em eletroeletrônicos, a japonesa Panasonic Corp. trombeteia a compra, por montante não revelado, do controle majoritário da espanhola Ficosa International SA, sistemista de autopeças injetadas. Há dois anos, sua participação societária era fixada em 49% e, com este novo movimento, ela pulou para 69% das ações. Com sede em Barcelona e filial nos Estados Unidos, em meio a instalações erm 17 países,  a Ficosa tem nome feito em espelhos eletrônicos e outros sistemas avançados de segurança automotiva. A carteira de clientes de seus espelhos retrovisores reluz com medalhões tipo Fiat Chrysler, Ford, GM,VW e Nissan. Com essa investida, a Panasonic pretende, segundo divulga na mídia, ativar o desenvolvimento conjunto de sistemas da próxima geração de  cockpit e de assistência ao condutor via eletrônica e TI, reunindo massa crítica para embarcar na conectividade veicular e em carros autônomos. No pano de fundo, essa aposta da Panasonic na seara automotiva ocorre numa conjuntura de depreciação de margens no negócio de eletrônicos, em decorrência dos preços espezinhados pela concorrência a 100ºC. Por essas e outras, aliás, a sul coreana Samsung, outro petardo em eletrônicos, embolsou em 2016, por US$8 bi, o controle da norte-americana Harman International Industries, vocacionada para produtos conectados de automóveis.