Olho vivo

Separadores ópticos da Tomra passam de luxo a necessidade para recicladoras

Tomra Autosort: investimento retorna em 18 meses. Depois de automatizar a triagem de resíduos, a 2A Reciclagem, empresa paulistana verticalizada na coleta de sucata, triplicou a capacidade de processamento. Até então, o material recolhido era separado manualmente e esse era justo o gargalo de todo o processo. Agora o trabalho é feito por separador óptico Autosort, fornecido pela norueguesa Tomra Sorting Solutions. Com o equipamento, a 2A Reciclagem ganhou musculatura e conseguiu atravessar o ciclo de baixa nos preços dos materiais recicláveis. Se não tivesse a atual capacidade, a recicladora teria baixado as portas, vaticina Carina Arita, gerente de vendas do escritório da Tomra no Brasil. O projeto da 2A Reciclagem foi assessorado pela própria Tomra, precursora no pais na

Conteúdo restrito a assinantes e cadastrados.

Se você já é usuário, faça login.
Novos usuários podem se cadastrar abaixo gratuitamente.

Login de Usuários
   
Registro de Novo Usuário
*Campo obrigatório

VEJA +