Odebrecht dá Braskem em garantia a bancos

Ações são repassadas para reestruturar dívida da Odebrecht Agroindustrial

Para fechar a reestruturação da dívida de R$11 bilhões da sua controlada, a Odebrecht repassou a bancos todas as suas ações na petroquímica Braskem, conforme foi anunciado na mídia. Segundo informações da BM&F Bovespa, a Odebrecht detém 50,11% das ações ordinárias e 22,91% dos papéis preferenciais da Braskem, petroquímica cujo valor de mercado beirava R$ 13 bilhões em 17 de julho último. Holding do grupo, a Odebrecht S.A., assinalou matéria no jornal Valor Econômico, vai responder por  R$ 4 bilhões da dívida  da operação agroindustrial. Com este objetivo, captou mais linhas de financiamento com bancos credores e, para concretizar a operação, repassou sua participação majoritária na Braskem. Segundo foi divulgado, a Odebrecht enxerga nas ações da Braskem dadas em garantia um empréstimo ponte enquanto não chegam os recursos obtidos com a venda de outros ativos do grupo, ingresso esperado até o início do ano que vem. Segunda  maior acionista da Braskem, a Petrobras tornou pública, antes dessa decisão da Odebrecht, a intenção de vender sua participação na empresa petroquímica.

Sem comentários

Leave a Reply