O sobe e desce do carrinho

Pesquisa da Kantar Worldpanel sobre hábitos de consumo aponta tendências e ajustes na rota das embalagens plásticas

Três anos a fio de poder aquisitivo desnutrido promoveram uma dança das cadeiras entre os produtos frequentadores do carrinho de compras do brasileiro. Com a escora do monitoramento de 11.300 lares, representativos de 53 milhões de domicílios, uma pesquisa da consultoria Kantar Worldpanel mostra para onde o vento do consumo sopra ao desvendar os produtos de maior salto e queda no consumo da população entre abril de 2016 e abril de 2017. Entre os destaques positivos, distinguem-se, no cômputo geral, o aumento nas vendas de chá líquido e complemento alimentar, enquanto entre os artigos em baixa servem de referência as fraldas descartáveis, leite pasteurizado e lâminas de barbear. A pesquisa envolveu quatro faixas etárias de respondentes e 96 categorias de produtos alojadas nos compartimentos de alimentos, limpeza doméstica e artigos de higiene pessoal. Para a cadeia do plástico os resultados colhidos e expostos nesta reportagem desvendam nas entrelinhas subsídios sem preço para nortear investimentos, estratégias de vendas e desenvolvimentos de embalagens flexíveis e rígidas. Em entrevista exclusiva, Maria Andréa Murat, diretora de marketing da Kantar Worldpanel, disseca as conclusões do estudo e seu vínculo com a conjuntura econômica e mudanças de comportamento do público, agora mais seletivo e menos impulsivo por força do dinheiro curto, no ponto de venda. Maria Andréa Murat: consumidor evita comprar por impulso. PR – Com base no contexto da pesquisa, poderia apontar quais as principais mudanças incutidas por três anos de recessão no comportamento e educação financeira do consumidor que ele não deve mais abandonar

 

Para continuar lendo cadastre-se gratuitamente.

Conteúdo restrito a assinantes e cadastrados.
Se você já é usuário, faça login.
Novos usuários podem se cadastrar abaixo.

 

Login de Usuários
   
Registro de Novo Usuário
*Campo obrigatório