Patriani: triagem manual é gargalo na recuperação de plásticos.
As feições da Bálsamo Reciclagem mudaram de A a Z em dois anos de ativa do separador óptico Titech autosort 4 1400, assinado pela norueguesa Tomra Sorting Recycling. O equipamento automatizou a triagem de resíduos, antes 100% manual na recicladora localizada no município de Bálsamo, no oeste paulista. O processamento de material saltou assim de menos de 3 t/dia para 1 t/hora, o que impulsionou aportes em maquinário de trituração e extrusão. De início, rodava ali apenas um moinho que não funcionava todos os dias. “Agora possuímos dois em linha em tempo integral e temos um terceiro em fase final de instalação”, avisa Marcilio Patriani, sócio-diretor da recicladora. “Dispomos de capacidade instalada para 5.520 t/a e operamos com três extrusoras

Conteúdo restrito a assinantes e cadastrados.

Se você já é usuário, faça login.
Novos usuários podem se cadastrar abaixo gratuitamente.

Login de Usuários
   
Registro de Novo Usuário
*Campo obrigatório
COMPARTILHAR
Matéria anteriorPara quem pensa grande
Próxima matériaEsse mercado é dose