Donoso: demanda global de PE supera cálculos de analistas.
Com projetos para incremento de produção de polietilenos (PE) transitando pela Arábia Saudita, passando por desgargalamento em Bahia Blanca, na Argentina, e chegando à expansão de crackers no Golfo dos Estados Unidos, a Dow tem credenciais para formar preços e fazer a cabeça de analistas ao esmiuçar tendências para a resina mais consumida e suas rotas de matéria-prima. Contudo, muitas águas rolaram desde o frenesi de  anúncios de novas capacidades norte-americanas de PE, lastreadas em  eteno obtido de etano extraído de gás de xisto (shale gas). O petróleo desde então despencou  no pregão, tornando menos atraente fontes de exploração não convencionais, a Europa patina em deflação sem fim à vista, a China desacelerou e ganha autonomia em poliolefinas e, fora

Conteúdo restrito a assinantes e cadastrados.

Se você já é usuário, faça login.
Novos usuários podem se cadastrar abaixo gratuitamente.

Login de Usuários
   
Registro de Novo Usuário
*Campo obrigatório
COMPARTILHAR
Matéria anteriorRasante
Próxima matériaPraga bíblica