O amor é lindo

Conceito da posse responsável e relação entre donos e animais sustentam o mercado pet

Ponha-se no lugar de porta-voz de uma indústria que, em meio ao festival de desgraças numa infinidade de setores no país, hoje no lameiro dos níveis de consumo de muitos anos atrás, se vê na posição de ter de dizer que, na contramão do xororô geral, o seu mercado continua indo em frente. É este o embaraço que cerca as falas de José Edson Galvão de França, presidente executivo da Associação Brasileira da Indústria de Produtos para Animais de Estimação (Abinpet). Pelas projeções mais recentes da entidade, 2016 fecha com faturamento de R$ 19,2 bilhões ou 6,7% acima do saldo de 2015. “Aparentemente, o crescimento é positivo, mas, na verdade, demonstra uma queda, pois a expansão do ano passado foi

Conteúdo restrito a assinantes e cadastrados.

Se você já é usuário, faça login.
Novos usuários podem se cadastrar abaixo gratuitamente.

Login de Usuários
   
Registro de Novo Usuário
*Campo obrigatório

VEJA +