Não tão mal assim na foto

O Brasil mantém o charme para quem enxerga além do momento, provam os investimentos da Bemis e Gualapack

1421
Pouches com bico pasteurizável: novidade viabilizada pela Gualapack.
Pouches com bico pasteurizável: novidade viabilizada pela Gualapack. A economia micou, o governo ruiu e lá se vai o grau de investimento na prática. Embora capte um circo dos horrores, essa selfie ainda não consegue eclipsar a imagem de um mercado da nata mundial em um punhado de alimentos e a tentação do valor barato em dólar apresentado por ativos apetitosos do Brasil. Essa leitura e o culto da globalização dos negócios explicam duas transações quase simultâneas e desvendadas em julho no front das embalagens plásticas nacionais: o ingresso da italiana Gualapack no controle societário da Tradbor, nº 1 brasileira em stand-up pouches (SUP) pré-formados para envase fill-seal (FS), e a compra de um cânone nacional da termoformagem, a Emplal,

Conteúdo restrito a assinantes e cadastrados.

Se você já é usuário, faça login.
Novos usuários podem se cadastrar abaixo gratuitamente.

Login de Usuários
   
Registro de Novo Usuário
*Campo obrigatório
COMPARTILHAR
Matéria anteriorCom a mão na massa
Próxima matériaA gema do novo