Não há beco sem saída

Lanxess assedia novas frentes de aplicação para PA para contornar retração nos campos tradicionais

Pisar no freio nem sempre é sinônimo de desaceleração. Pelo menos para a Lanxess, que desenvolveu, junto com a alemã Boge Elastmetall, o pedal de freio do Porsche Panamera, premiado na categoria “Body Interior” do Prêmio Automotivo da Society of Plastics Engineers (SPE) no ano passado. A mesma parceria desenvolveu, aqui no Brasil, pedais de embreagem para caminhões. Avançar sobre o metal é o percurso traçado pela Lanxess para impulsionar o consumo de seus compostos de poliamida (PA), evidencia o gerente técnico de High Performance Materials da subsidiária da Lanxess no país, Anderson Maróstica. A extrusora KraussMaffei, instalada na unidade de beneficamento de resinas em Porto Feliz, interior paulista, ainda não opera a pleno sua capacidade nominal de 20.000 t/a

Conteúdo restrito a assinantes e cadastrados.

Se você já é usuário, faça login.
Novos usuários podem se cadastrar abaixo gratuitamente.

Login de Usuários
   
Registro de Novo Usuário
*Campo obrigatório
COMPARTILHAR
Matéria anteriorSai a Bahia e entra o México
Próxima matériaUm difícil começo