Não é nossa vocação. E daí?

Uma pergunta para Sergei Epof, diretor de marketing da indústria de eletroeletrônicos Panasonic do Brasil

Sergei Epof PR – Por que a Panasonic injeta peças plásticas na fábrica de linha branca, em Extrema, em Minas Gerais, em lugar da praxe de incumbir essa produção a transformadores especializados? Epof – Reconheço que essa atividade destoa do core business (negócio por vocação) da empresa, mas ela é

Conteúdo restrito a assinantes e cadastrados.

Se você já é usuário, faça login.
Novos usuários podem se cadastrar abaixo.

Login de Usuários
   
Registro de Novo Usuário
*Campo obrigatório

VEJA +