Muito além do teto da meta

O arranque dos compostos de PP não engasga

Responsável por mais de 50% do peso dos plásticos nos carros nacionais, os compostos de polipropileno (PP) prosseguem nas berlindas de todas as frentes das obsessões das montadoras, seja a redução de peso, o apuro estético, a economia de combustível ou a vida útil da autopeça. Nesta entrevista, os avanços

Conteúdo restrito a assinantes e cadastrados.

Se você já é usuário, faça login.
Novos usuários podem se cadastrar abaixo gratuitamente.

Login de Usuários
   
Registro de Novo Usuário
*Campo obrigatório

VEJA +