Mudou a fase da lua

A petroquímica mundial entra em um novo tempo, constata o consultor Paul Hodges

Está chegando a hora da verdade para as novas capacidades que devem, em pouco anos, alagar o mercado mundial de eteno e polietileno (PE) sem canais de desova à altura do prenunciado excedente. Uma tempestade da qual a América do Sul poderá tirar mais proveito na condição de mercado consumidor do que como produtor coadjuvante na petroquímica global. Esse novo tempo para o setor plástico é descortinado na entrevista abaixo por Paul Hodges, dirigente da consultoria britânica International eChem e blogueiro do site Icis, realizada pouco antes de sua vinda ao Brasil, como palestrante indicado por Plásticos em Revista para o seminário Encontro Anual da Indústria Química, realizado em 11 de dezembro pela Associação Brasileira da Indústria Química (Abiquim). Hodges:

Conteúdo restrito a assinantes e cadastrados.

Se você já é usuário, faça login.
Novos usuários podem se cadastrar abaixo gratuitamente.

Login de Usuários
   
Registro de Novo Usuário
*Campo obrigatório
COMPARTILHAR
Matéria anteriorEles dão o exemplo
Próxima matériaNinguém derruba