Liquiform desenvolve sopro e envase em um estágio

Nova tecnologia elimina etapas de transporte e estocagem de garrafas vazias

A combinação do sopro e envase num único estágio é o divisor de águas na transformação de plástico traçado por um processo criado pelo Grupo Liquiform, divisão da transformadora norte-americana Amcor. Por ora, o desenvolvimento transita em escala piloto, com ensaios envolvendo recipientes de 200 ml a um galão à base de PET ou poliolefinas e contendo líquidos a exemplo de água, chá, sabão, cosméticos e produtos de limpeza. Similar ao processo de estiramento-sopro em dois estágios, o sistema da Liquiform, conforme foi sumarizado pela empresa para a mídia, começa pelo  reaquecimento de uma pré-forma injetada. Ele poupa energia ao prescindir do ar comprimido, além de eliminar a necessidade de transporte e estocagem de garrafas vazias, duas etapas da clássica manufatura em dois estágios. A seguir, as embalagens são formatadas com o emprego de não especificados fluidos aquosos e incomprimíveis. A primeira aparição comercial da tecnologia da Liquiform, gerada em equipamento construído pela Amcor, é uma garrafa de cerca de 350 gramas moldada em PET para o sabão líquido Nature’s Promise, da indústria norte-americana de cosméticos Greenblendz.