Johnson’s corta o plástico do cotonete

Decisão elege biopapel como substituto por motivação ecológica

cotonetesA Johnson & Johnson acaba de desferir um literal pé no ouvido do plástico. Sensível ao contestado clamor ecoxiita contra a poluição marinha causada por descartáveis plásticos, ela anuncia decisão global de trocar por papel dito biodegradável a resina das hastes azuis de seus cotonetes. Os primeiros cotonetes já rotulados como ecológicos pela grande imprensa começam a desembarcar no comércio da Inglaterra e devem se espalhar pelos demais países até dezembro próximo, conforme espera a Johnson’s. Varredura da entidade Marine Conservation Society (“Sociedade de Conservação Marinha”), elege cotonetes como a sexta forma de poluição aferida na orla britânica em 2016. Conforme foi divulgado, uma fatia expressiva dos cotonetes na Europa são descartados na privada depois de usados e, assim, o algodão na ponta do cotonete desaparece, mas a haste de plástico é levada para o mar. Como de costume, o setor plástico não se manifestou em relação à rejeição do material pelo maior produtor mundial de cotonetes.

Sem comentários

Leave a Reply