JM Eagle propõe substituição gratuita dos tubos de água potável em Flint

Contaminação gerada pelo chumbo da tubulação atual abala saúde pública local

469

tubosReverenciada como a nº1 na produção mundial de tubos plásticos, a norte-americana JM Eagle trombeteia na mídia a sua disposição de substituir de graça o sistema de condução de água potável da cidade de Flint, no estado de Michigan, EUA. Após o governo municipal ter decidido trocar a fonte de água local, passando do lago Huron a servir-se do rio Flint, o chumbo contido nos tubos acusou a diferença causando corrosão e o metal migrou para a água potável transportada, contaminando-a a ponto de gerar uma crise de saúde pública. A troca de fonte foi desfeita, mas os danos são inescapáveis. Walter Wang, CEO da Eagle, acompanhou o drama pela TV em, ao constatar os prejuízos causados à saúde, em especial de crianças, ofereceu a troca gratuita dos tubos avariados ao conselho municipal, uma solução  sustentável de longo prazo, conforme asseverou para a imprensa. Afinal, ponderou, os tubos de PVC e polietileno da JM Eagle podem durar mais de um século e a empresa ainda ofereceu 50 anos de garantia do produto às autoridades de Flint, cuja população ronda 100.000 habitantes. Projeções de especialistas situam em 56.000 os domicílios afetados  pela água contaminada suprida por  cerca de 8.000 linhas de tubos metálicos. Em paralelo, divulga a imprensa, a prefeitura de Flint já se articula com o governo de Michigan para aprovar verba destinada à substituição imediata da rede de chumbo enquanto as justificativas e custos de reparos complementares seguem em análise.