Filme paradão

Consumo aparente de embalagens flexíveis é o mesmo desde 2010

Mesmo com desemprego e empobrecimento recordes, as pessoas insistem em manter o hábito de comer. Apesar do tom de sátira, tem lógica essa explicação para o setor de embalagens ter conseguido andar de lado em 2016, um empate com sabor de vitória se comparado ao rombo no consumo de plásticos

Conteúdo restrito a assinantes e cadastrados.

Se você já é usuário, faça login.
Novos usuários podem se cadastrar abaixo.

Login de Usuários
   
Registro de Novo Usuário
*Campo obrigatório

VEJA +