Fernando Musa é o novo presidente da Braskem

Ele assume o comando num momento desafiador para a empresa

Fernando Musa
Fernando Musa
Fernando Musa

Em seu sexto ano de carreira na Braskem, Fernando Musa foi guindado à presidência da companhia, recebendo o bastão de Carlos Fadigas, direcionado agora para funções no âmbito do Grupo Odebrecht. Engenheiro Mecânico formado pelo Instituto Tecnológico da Aeronáutica (ITA) e com MBA pela francesa Insead, Musa ingressou na empresa em 2010, como vice-presidente da área de Planejamento Estratégico. Desde março de 2012, ocupava a presidência da Braskem America, unidade responsável pelos negócios da companhia nos Estados Unidos e na Europa. Durante a sua gestão, a Braskem integrou os ativos adquiridos da Sunoco e Dow, referentes a plantas de polipropileno nos Estados Unidos e Alemanha. Musa ingressa na presidência da Braskem sob uma conjuntura sem similar nos 14 anos de ativa dessa petroquímica, a sexta maior produtora de termoplásticos do mundo e cujos principais acionistas são a Odebrecht e Petrobras. Em relação ao mercado, a Braskem hoje desfruta, à sombra do câmbio propício para vendas externas, um desempenho reluzente nas exportações de suas resinas, contornando assim a demanda doméstica desde 2015 desnutrida pela recessão. Em termos institucionais, Musa pega o leme de uma empresa que perdeu recentemente o grau de investimento, citada em investigações da Operação Lava Jato, alvo de ações coletivas nos EUA e já foi ventilada sem contestação na mídia a intenção da Petrobras, segunda maior acionista da Braskem, de vender sua participação societária.