Falta sustentação ao desenvolvimento sustentável

Governo corta mais de 80% dos recursos para a Política Nacional de Resíduos Sólidos

O governo cortou de R$ 7,7 milhões para R$ 1,3 milhão a verba deste ano para implementação da Política Nacional de Resíduos Sólidos (PNRS), também abalroada pelo encaminhado pedido de parlamentares pela terceira postergação do prazo (por ora indefinido) do encerramento dos lixões determinado pela lei federal da PNRS. A propósito, a BMW começa a produzir em junho, em Santa Catarina, o seu veículo mais caro: o SUV X5 ofertado na faixa de R$ 500.000. Amarrando-se as pontas, a verba agora disponível para a PNRS equivale a duas unidades do novo modelo da montadora.

COMPARTILHAR