Estudantes holandeses montam carro experimental de bioplástico

O compacto Noah contém partes estruturais de PLA com reforço de linho

Com estacas fincadas em embalagens de alimentos e cosméticos, os plásticos biodegradáveis, apesar de sua contida disponibilidade mundial, começam a estender os olhos para o cercado dos bens duráveis. É o que se depreende da estreia do Noah, o primeiro carro compacto montado com peças estruturais de bioplástico, sem metal ou polímeros da rota petroquímica na carroceria ou no chassi, projeto e manufatura a cargo de estudantes da Technical University da holandesa Eindhoven. Com peso de apenas 360 quilos, o protótipo  Noah exibe dois assentos e espaçoso bagageiro e as recicláveis partes estruturais constam de painéis ensanduichados com fibra natural (linho) e ácido polilático (PLA). Movido a bateria elétrica, o veículo roda até 240 km sem recarga à velocidade máxima de 110 km/h.Conforme divulgado na mídia internacional, o Noah está cumprindo tour por montadoras, sistemistas e outras universidades europeias a título de inspirar mais desenvolvimentos com bioplásticos no reduto da mobilidade.