Esse mercado está no ponto

A gourmetização vibra em molhos e condimentos. E as embalagens ajudam –e muito– a temperar o pique das vendas

A veia de empreendedor e 15 anos de stress acumulado levaram Emerson Diogo dos Santos a demitir-se da múlti onde trabalhava bem no estopim da recessão, em 2014, para seguir seus instintos. Com desembolso inicial de R$ 1.660 e produção terceirizada, lançou no Paraná a marca Gonzalo de molhos de aura artesanal para carnes, como o argentino chimichurri, receitas aprendidas com um tio. No ano passado, o mostruário de sete tipos já aparecia em mais de 400 pontos de venda, a produção passou a ser própria e o uso de azeite de oliva e a ausência de sódio e conservantes químicos na composição trouxeram para a Gonzalo impensáveis consumidores vegetarianos e veganos. O sucesso relâmpago da Gonzalo também provém de

Conteúdo restrito a assinantes e cadastrados.

Se você já é usuário, faça login.
Novos usuários podem se cadastrar abaixo gratuitamente.

Login de Usuários
   
Registro de Novo Usuário
*Campo obrigatório
COMPARTILHAR
Matéria anteriorSempre há uma saída
Próxima matériaComunicar pra quê?