Ela carrega e toca o piano

Vibraço garante o show das embalagens no ponto de venda

Mais de duas décadas em céu de brigadeiro, emoldurado por crescimento anual de dois dígitos, foram abortadas de um golpe para o setor de cosméticos em 2015. Sensores setoriais cravam queda de 8% no faturamento do ano passado e o recuo periga refestelar-se no período atual, à sombra da piora da recessão e do decretado aumento do ICMS para produtos de higiene e beleza. Efeito dominó, endurece a competição por uma demanda encolhida e, no ponto de venda, cresce a relevância das apresentações dos produtos, para laçar o olhar e acordar o impulso da compra. É aqui que mega grifes de cosméticos como Procter & Gamble (P&G) demonstram o quanto vale contar na retaguarda com a maestria da Vibraço para

Conteúdo restrito a assinantes e cadastrados.

Se você já é usuário, faça login.
Novos usuários podem se cadastrar abaixo gratuitamente.

Login de Usuários
   
Registro de Novo Usuário
*Campo obrigatório