Ed. 636 – Maio 2017

Veja o PDF da edição A escrita na parede A conjuntura do Brasil sob o prisma do julgamento sob incerteza Parado à beira do caminho O setor de plásticos de engenharia torce pelo resgate do mercado o quanto antes Daqui não passa Tudo indica que a saúde financeira da indústria está parando de piorar O futuro não espera A indústria brasileira de máquinas para plásticos periga passar da crise comercial à existencial Nas curvas da montanha russa Distribuidores aprimoram suas operações para resistir à instabilidade Caiu o sinal do GPS Quando a construção civil se resfria, PVC contrai pneumonia Cortar para continuar Uma pergunta para Eber Luchini de Souza, executivo do departamento comercial da Inbra Indústrias Químicas, farol nacional em auxiliares para PVC Perda irreparável Transformação paga caro pelo desemprego de profissionais de alto nível Beijando a lona no bom sentido Startup de economia circular estreia como transformadora Uma prova de fogo De janeiro a 2 de maio último, 216 ônibus sofreram incêndios…

 

Para continuar lendo cadastre-se gratuitamente.

Conteúdo restrito a assinantes e cadastrados.
Se você já é usuário, faça login.
Novos usuários podem se cadastrar abaixo.

 

Login de Usuários
   
Registro de Novo Usuário
*Campo obrigatório