Diminui a reciclagem de PET nos EUA

Índice do poliéster recuperado em 2016 equivale ao de 2009

Nem sempre a soma de riqueza com consciência ambiental dá um saldo verde. Fala por si a frustração emanada pelo balanço de PET pós-consumo recuperado em 2016 no maior mercado do planeta, compilado por duas representações de peso na cadeia do poliéster: The National Association for PET Container Resources e Association of Plastic Recyclers. Os resultados demonstram que a taxa de reciclagem do total comercializado de garrafas de PET caiu de 30,1% em 2015 para 28,4% no ano passado. Em volumes: o consumo norte-americano rondou a marca de 2.8 milhões de toneladas em 2016 versus 2.708 milhões em 2015 e 2.653 milhões em 2014, conforme os dados cruzados pelas duas entidades. Em contraste, o total de PET pós-consumo reciclado limitou-se a 794.000 toneladas em 2016 contra respectivas 821.000 e 812.000 toneladas nos dois períodos precedentes. Conforme foi divulgado, o reduzido percentual de PET recuperado tem paralelo apenas no exercício de 2009.