Dedicação dá nisso

Por que a Legal Embalagens é o que é em sopro

Hespanhol: reaproveitamento integral do refugo.
Não importa se chove ou bate sol na economia. Em 13 anos de ativa, o culto à produtividade virou ativo fixo na Legal Embalagens. Devido a esse banho de imersão  em tecnologia  e dedicação ao negócio, o presidente e fundador Carlos Guimarães Hespanhol, que entrou em campo  com apenas duas sopradoras por extrusão contínua, hoje vê sua indústria portar o status de referência  em recipientes de polietileno de alta densidade (PEAD), além de transitar com a controlada Legal Aço pelo reduto de bombonas e tambores metálicos. Na selfie do Grupo Legal Embalagens, sediado em Itapecerica da Serra, na Grande São Paulo, a operação de transformar plástico está assentada na controlada homônima. Mesmo sob a demanda hoje com freio puxado no plano geral, a unidade da  Legal Embalagens, informa Hespanhol, roda sete dias por semana em tempo integral, em  regime de três turnos tocada por um efetivo de 70 funcionários na produção e 10 na administração. “A fábrica hoje opera com 15 sopradoras e, por sinal, nossa compra mais recente envolveu um modelo com capacidade para 50 litros”, esclarece o presidente. Na sua calculadora, a capacidade instalada de sopro alcança  700 t/mês e a produção tem pairado na marca de 600 toneladas no mesmo período. “Na média aferida na última década, temos adquirido uma sopradora por ano e reservado 5% da receita à manutenção preventiva do parque fabril”. A manutenção preventiva, por sinal, figura entre as ações de polimento da produtividade na Legal Embalagens. “Mantemos um check list para acompanhar o

 

Para continuar lendo cadastre-se gratuitamente.

Conteúdo restrito a assinantes e cadastrados.
Se você já é usuário, faça login.
Novos usuários podem se cadastrar abaixo.

 

Login de Usuários
   
Registro de Novo Usuário
*Campo obrigatório
COMPARTILHAR