Alessandra Seitz: embalagens convergiram para cosméticos sensuais.
Por aliar testosterona com a inexistência de pecado ao sul do Equador, ainda mais entre quatro paredes, o segmento de produtos sensuais hoje excita 17% das vendas brasileiras de cosméticos, setor tido como acima do bem e do mal da economia. Autora da estimativa, Alessandra Seitz  não se arrepende um pingo de ter passado de fornecedora a cliente de embalagens plásticas, à frente da Intt, grife de primeira linha do mercado erótico. Afinal, ela abre, o negócio cresce desde 2007 à média invejável de 30% . Alessandra achou sua vocação ao imergir em peças técnicas, embalagens de alimentos e cosméticos na Neumann Packing, transformadora paulistana de sua família, atuante em injeção e sopro e de cuja composição societária ela ainda

Conteúdo restrito a assinantes e cadastrados.

Se você já é usuário, faça login.
Novos usuários podem se cadastrar abaixo gratuitamente.

Login de Usuários
   
Registro de Novo Usuário
*Campo obrigatório
COMPARTILHAR
Matéria anteriorEconomia polimérica
Próxima matériaComposto indigesto