Curaden assume produção de escovas de dentes Curaprox

Transformador que fornecia o produto foi dispensado por capacidade insuficiente

871

curaproxA verticalização em artefatos plásticos cruza a soleira do mercado da saúde bucal. Fabricante das escovas de dentes Curaprox, a indústria suíça Curaden AG abriu mão dos préstimos do seu único fornecedor do produto, a empresa  Ebnat. Segundo foi trombeteado na mídia, a decisão foi justificada com a colisão entre a crescente demanda mundial e os limites da capacidade instalada do transformador das escovas, além da frustração da Curaden em encontrar outro supridor. Dai porque ela investiu US$8.2 milhões na montagem de uma unidade na suíça Degersheim, apta a prover até 12 milhões de escovas Curaprox anuais e operando sob a razão social Curaplast AG. Fontes da Curaden assinalam que,  mediante aumento nos turnos de trabalho, o potencial da Curaplast pode ascender para 30 milhões de escovas ao ano. Em 2014,por sinal, a Curaden situa as vendas de Curaprox na órbita de 60 milhões de unidades em 60 países e o Brasil desponta entre os mercados onde a marca é mais popular.