Crescem as vendas de máquinas alemãs em 2015

Receita do setor passou de 6 bi de euros no ano passado

499

Contra todos os prognósticos fundamentados na barreira cambial e na recessão sem fim à vista, as importações brasileiras de máquinas alemãs para moldagem de plástico e borracha aumentaram em 2015. Sem dimensionar o crescimento, a VDMA, associação alemã representativa desses bens de capital, alinha a demanda do Brasil ao lado da Argentina e Colômbia como pontos altos do movimento na América do Sul, região listada com o restante do continente entre os mercados receptivos no ano passado, em contraste com o retraimento aferido nas vendas para Rússia, China, Japão e Taiwan. No cômputo geral das vendas fora da Alemanha, a VDMA lista Polônia, Reino Unido, França e Itália foram os principais destinos dos equipamentos. Na transposição do balanço em números, a entidade constata subida de 5% no faturamento do setor ou 1% acima da previsão inicial. Para 2016, a VDMA acalenta vendas da ordem de 7 bilhões de euros para as máquinas alemãs, cifra que traduz avanço de 2% sobre o saldo de 2015.