“Não é o dinheiro que faz gente boa. Gente boa quer construir, meter bronca. O dinheiro é o que você deve a essas pessoas pelos resultados que elas trazem. Muita gente acha que balançar dinheiro na frente de uma pessoa vai fazê-la mudar, correr atrás ou se transformar. Não vai. Aquela pessoa já traz em si esse tipo de atitude”. Marcel Telles, um dos ases da trindade formadora do conglomerado integrado por Inbev, Burger King e Heinz, deu essa declaração sobre a meritocracia em recente seminário sobre a cultura da eficiência nas empresas. Trata-se de um voto de fé em quem tem ambição, brilho nos olhos, faca nos dentes e vontade de fazer, diz Telles. Divulgar essa obsessão pela excelência

Conteúdo restrito a assinantes e cadastrados.

Se você já é usuário, faça login.
Novos usuários podem se cadastrar abaixo gratuitamente.

Login de Usuários
   
Registro de Novo Usuário
*Campo obrigatório