Complexo boliviano de propeno e PP começa a ganhar forma

Governo de Evo Morales pretende encaminhar duas licitações este ano

Luis Alberto Sanchez, Ministro de Hidrocarbonetos da Bolívia, planeja realizar duas licitações à iniciativa privada  para o acalentado complexo integrado de propeno e polipropileno (PP) no país, noticia a consultoria Polyolefins Consulting. A primeira oferta  refere-se ao detalhamento da engenharia do empreendimento e a segunda, agendada para o último trimestre de 2019, versa sobre suprimentos e construção do complexo na província de Gran Chaco, no município  de Yacuíba. A obra está orçada em US$ 2,2 bilhões, com respaldo das reservas de gás da estatal Yacimientos Petrolíferos Fiscales Bolivianos (YPFB) e financiamento assegurado pelo Banco Central da Bolívia.  A partida do complexo está agendada para o final de 2021, divulga a YPFB, antevendo a remessa de 80-90% da produção da unidade de 250.000 t/a do polímero para destinos como Brasil, Peru, Argentina e China.

COMPARTILHAR