Clariant lança filamentos para impressão 3D

Portfólio contém opções para usuários profissionais e individuais da tecnologia de manufatura aditiva

As vendas de equipamentos de manufatura aditiva devem fechar 2017 na ionosfera dos US$ 6.083 bilhões, projeta a consultoria Terry Wohlers. A magnitude da cifra não passa em branco aos olhos da suíça Clariant, sonar global em pigmentos, aditivos e masters, como prova seu lançamento de filamentos de termoplásticos para impressão 3D. Conforme comunicado pulverizado na mídia, os filamentos já estão á venda no mercado internacional numa gama extensa de cores e de tamanhos de lotes, considerada suficiente para atender às exigências específicas dos usuários profissionais e individuais das impressoras, caso de propriedades elétricas e de resistência a chama.