Autopeças: Basf realça brilho com nova poliamida

Componentes do interior dos carros estão na mira de Ultramid Deep Gloss

Com a encaminhada aquisição do negócio global de poliamidas da Solvay, a proeminência da Basf na tecnologia desse polímero para a injeção de autopeças caminha para uma supremacia absoluta, dianteira a ser acentuada no Brasil com a incorporação da única planta de plásticos de engenharia do país: a unidade operada pela Rhodia Solvay no ABC paulista  para polimerizar PA 6.6 e aditivar esta resina e PA 6 proveniente de importações. Entre os avanços internacionais que ilustram esse poder de fogo da Basf, entra em campo a linha de poliamidas Ultramid Deep Gloss. Ela combina a resistência química das poliamidas semicristalinas e o alto brilho e percepção de profundidade dos termoplásticos amorfos. O material é  recomendado para componentes do interior de automóveis  sem necessidade de revestimento e dependentes de elevado nível de brilho, resistência a risco, a químicos, à abrasão e a UV. Ultramid Deep Gloss reproduz as estruturas em detalhes, permitindo interação de luz e sombra com alto contraste. Segundo divulga a Basf, é intensa a demanda por superfícies com  visual black piano no interior automotivo e, nessa trilha, o composto Ultramid Deep Gloss oferece a designers  oportunidades de implementar texturas incomuns, como estriadas, ondas, acabamento martelado, linhas e losangos. As superfícies podem ainda ser estruturadas por elementos táteis e combinadas com a tecnologia de sensores. Além de referências como  extremidades de monitores e painéis decorativos ao redor de lâmpadas, os compartimentos para guardar objetos no teto, as peças embutidas nas portas ou os consoles centrais, assim como itens funcionais como saída de ar, serão beneficiados por essa nova combinação de alto brilho e resistência química em PA. Além do visual black piano, cores premium como o branco porcelana, marfim ou tons terrosos são acenados pela Basf para o mostruário  de Ultramid Deep Gloss.