Água viva

Hydra injeta adrenalina para torneiras de ABS deslancharem

A afinidade do material com produtos para banheiro chegou ao ponto de inspirar a categoria Metais Sanitários, em acatados perfis setoriais como o da Associação Brasileira da Indústria de Materiais de Construção (Abramat). Apesar da solidez dessa supremacia, o plástico continua a perseguir com gana a saída de uma participação secundária no mercado de torneiras residenciais. A pressão sobe com a entrada este ano em torneiras de copolímero de acrilonitrila butadieno estireno (ABS) realizada pela Hydra, marca integrante da Divisão Deca (louças e metais) da Duratex, top of mind nacional em inovação em produtos para construção e decoração. A Duratex tem nome feito em torneiras metálicas da marca Deca e, ao colocar um pé na canoa das versões plásticas, fortaleceu uma tendência nesse reduto, abraçada por ases do naipe da Tigre, atuante em torneiras de ABS e que adquiriu no ano passado a indústria de metais sanitários Fabrimar. Theo Dutra Vieira, gerente de marketing da Deca e Hydra, tem uma visão realista da demanda em vista. A base de suas digressões é a assinatura da Hydra em duchas e torneiras elétricas de plástico injetado. “O perfil desse consumidor varia”, pondera o executivo. “Embora seu principal volume venha da classe C, temos percebido um incremento na penetração da categoria plástica em todos os públicos”, Conforme esclarece, essas torneiras e duchas oferecem conveniência aos consumidores. “Proporcionam o conforto da água aquecida em ambientes onde não há suprimento de energia a gás ou acumuladores”. No arremate, Vieira encaixa os préstimos de tecnologias como

 

Para continuar lendo cadastre-se gratuitamente.

Conteúdo restrito a assinantes e cadastrados.
Se você já é usuário, faça login.
Novos usuários podem se cadastrar abaixo.

 

Login de Usuários
   
Registro de Novo Usuário
*Campo obrigatório