Água muito viva

Duas sacadas com PE na garupa da infraestrutura capenga

Tamy Cenamo: PE rotomoldado para captar água.
A crise hídrica em campo desde o ano passado no Sudeste tem continuidade garantida em 2016 e o cronograma das obras para debelar o problema em São Paulo, de término estipulado para 2017, já foi formalmetne reconhecido como furado. Nas pegadas do preceito de que a necessidade é a mãe da invenção, pelo menos duas empresas, Waterbox e Lakefarm, afloram com patenteadas sacadas para reúso de água nas quais o plástico é a alma do negócio. O ponto de partida da Waterbox, conta sua diretora comercial Tamy Cenamo, foi a concepção de uma mini cisterna de múltiplos usos, apta a armazenar água limpa, de reúso ou da chuva. “Assim era fundamental que fosse um produto de qualidade garantida com especificações

Conteúdo restrito a assinantes e cadastrados.

Se você já é usuário, faça login.
Novos usuários podem se cadastrar abaixo gratuitamente.

Login de Usuários
   
Registro de Novo Usuário
*Campo obrigatório
COMPARTILHAR
Matéria anteriorSó o discurso é lindo
Próxima matériaBATE E VOLTA