A volta do acionista pródigo

Uma pergunta para Lirio Parisotto, presidente da Videolar-Innova, produtora de PS convencional e expandido, compostos de ABS, tampas e BOPP

Lírio Parisotto PR – Por que voltou, depois de bom tempo, a comprar ações da Braskem a ponto de hoje deter 1% do controle societário da empresa e ter indicado um membro do conselho fiscal? Expectativa de alta nas resinas do grupo ou é uma aposta na futura venda da

Conteúdo restrito a assinantes e cadastrados.

Se você já é usuário, faça login.
Novos usuários podem se cadastrar abaixo.

Login de Usuários
   
Registro de Novo Usuário
*Campo obrigatório

VEJA +